quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Alegria


Alegria é cântico das horas com que Deus te afaga a passagem no
mundo.

Em toda parte, desabrocham flores por sorrisos da natureza e o vento
penteia a cabeleira do campo com música de ninar.

A água da fonte é carinho liquefeito no coração da terra e o próprio
grão de areia, inundado de sol, é mensagem de alegria a falar-te do
chão.

Não permitas, assim, que a tua dificuldade se faça tristeza
entorpecente nos outros.

Ainda mesmo que tudo pareça conspirar contra a felicidade que
aspiras, ergue os olhos para a face risonha da vida que te rodeia e
alimenta a alegria por onde passes.

Abençoa e auxilia sempre, mesmo por entre lágrimas. A rosa oferece
perfume sobre a garra do espinho e a alvorada aguarda, generosa, que
a noite cesse para renovar-se, diariamente, em festa de amor e luz.

Meimei / Francisco C. Xavier

Nenhum comentário:

Postar um comentário