quinta-feira, 8 de março de 2012

As mulheres empreendedoras se multiplicam

Olá Amigos,
Saúde e paz!
A matéria de hoje é uma homenagem a todas as mulheres amigas, irmãs, trabalhadoras, sonhadoras, realizadoras, guerreiras. 
Para ler a reportagem na íntegra, acesse o link abaixo e confira os exemplos do empreendedorismo feminino e suas áreas de atuação. 
Desejo que outras mulheres possam inovar, criar e conquistar seu espaço no mercado de trabalho.
Feliz Dia Internacional da Mulher!
Um abraço,

Cláudia Conegundes

Raquel Grisotto e Christian Miguel, da  

Cada vez mais empreendedoras estão à frente de negócios emergentes no Brasil. Conheça cinco dessas mulheres.

Em Gertrudes Pede um Conselho, conto de Clarice Lispector, Tuda, a protagonista, recorre a um médico na tentativa de encontrar uma perspectiva para algo grandioso em sua vida: "Vim perguntar o que faço de mim", ela diz.

"Quero saber como mostrar ao mundo que sou uma alguém, uma extraordinária." Diante da explosão de vitalidade, o doutor responde apenas: "Não se preocupe. Não é preciso fazer nada. Isso passa". 

O conto foi escrito em 1941. Nas últimas décadas, um número cada vez maior de brasileiras está realizando o desejo de Tuda — e fazendo coisas extraordinárias. Elas conquistaram independência, avançaram no mercado de trabalho e subiram degraus na carreira e na política. Nos últimos tempos, têm avançado num território que num passado não muito distante era dos homens — o empreendedorismo. 

Desde 2007, 10 milhões de mulheres abri­ram seu próprio negócio no país. Elas já são metade dos empreendedores brasileiros — as mulheres eram 29% em 2001, segundo a Global Entrepreneurship Monitor, pesquisa que mapeia a atividade empreendedora em mais de 60 países. O que mudou de lá para cá? Muita coisa — a começar pelas razões que as estão levando a empreender.

Em 2001, segundo o estudo, 58% das mulheres disseram ter aberto um negócio próprio porque tinham enxergado uma oportunidade no mercado — e não pela necessidade de ter uma fonte de renda. Em 2011, agarrar uma oportunidade foi o estímulo para 69% das mulheres ouvidas pela Global Entrepreneurship Monitor.



http://exame.abril.com.br/revista-exame-pme/edicoes/0046/noticias/agora-e-que-sao-elas?page=1&slug_name=agora-e-que-sao-elas

Nenhum comentário:

Postar um comentário