sábado, 7 de abril de 2012

Especializações - Início de caminho

Olá Amigos,
Saúde e paz!
O texto que trago hoje é um fragmento de um artigo publicado na revista Você S.A. em 2011. Trata da educação executiva. Reproduzi o que me chamou mais atenção.
Acredito que o conhecimento é muito importante e os profissionais devem se manter atualizados em suas áreas de atuação, tornando-se mais atraentes ao mercado e mais competitivos.
Para ler a matéria na íntegra, use o link no final do texto.
Desejo-lhes muito aprendizado, felicidade e sucesso!
Atenciosamente,

Cláudia Conegundes

Edição: Murilo Ohl | Reportagem: Vinícius Cherobino


A especialização é a porta de entrada na educação executiva para quem ainda não é gestor e precisa aprofundar conhecimentos.

Como escolher a melhor opção?

Veja as dicas de Cássio Miranda, especialista no mercado de pós-graduação no Brasil.

1 Especializar ou expandir. Se o profissional pretende focar numa determinada área, deve fazer uma pós complementar à sua graduação. Isso permite que ele se especialize num determinado assunto. Por exemplo: um graduado em engenharia faz pós em logística. Expandir a formação é o contrário: obter conhecimento em uma área diferente, para que dois conhecimentos combinados gerem uma vantagem competitiva para o profissional. Por exemplo: um graduado em administração que faz pós em TI. 

2 Avaliar a relação custo-benefício. Os cursos mais baratos são, normalmente, aqueles que têm um corpo docente menos qualificado, menor prestígio no mercado ou piores condições de infraestrutura. Preço, contudo, não indica necessariamente baixa qualidade. Diversos cursos de pós, sobretudo em universidades públicas, conseguem oferecer mensalidades razoáveis sem deixar cair o nível. 

3 Analisar o mercado de trabalho. A escolha da pós-graduação é feita sobre um planejamento de carreira. É preciso, antes de se matricular, escolher uma especialização que dê perspectiva de evolução dentro do emprego atual ou fortaleça a empregabilidade do profissional. Ser um especialista em uma área desvalorizada não é grande vantagem. O jeito é analisar o mercado para perceber quais especializações têm maior demanda.

Quando preferir a especialização 

{ Aprofundamento } As especializações são importantes para trazer conhecimento aprofundado que o profissional não tem. Se a graduação foi técnica, o melhor caminho é apostar em uma especialização mais geral, como em gestão, por exemplo. Se a graduação foi generalista, o profissional deve buscar uma especialização que abra um caminho dentro da empresa, como controladoria.

{ Momento na carreira } Por não exigir experiência no mercado de trabalho, as especializações trazem benefícios para qualquer tipo de profissional, seja alguém recém-saído da graduação, seja alguém com mais experiência.

{ Novos ares } As especializações podem ajudar um profissional que quer atuar em uma nova área próxima ao tema da sua graduação. Não há garantia de que o curso vá trazer o cargo dos sonhos na área preferida, no entanto, ele pode ajudar nisso.

{ Networking especializado } Uma pós-graduação em tema específico oferece uma grande quantidade de profissionais interessados naquela determinada área, o que pode ser fundamental para quem quer entrar no setor.

{ Nível de exigência } Se o profissional mal estiver dando conta de seu emprego, pensar em cursos de maior duração não é a melhor escolha. A demanda por dedicação na pós-graduação tende a ser menor do que nas opções de carga horária maior, mas, como há exceções, é bom conversar com ex-alunos.

Quais as principais características que boas pós-graduações (de 360 horas) têm de ter?

>> Vínculo formal com uma instituição com credibilidade. Nesse sentido, as pós que funcionam em importantes universidades ou em faculdades prestigiadas (em suas áreas específicas) saem na frente.

>> Um corpo docente bem titulado (um percentual de mestres e doutores além dos 50% exigidos pela legislação).

>> Um corpo docente com experiência na área do curso e com publicações relevantes (a consulta a isso pode ser feita na Plataforma Lattes).

>> Egressos (ex-alunos) com destaque no mercado de trabalho da área.



Nenhum comentário:

Postar um comentário