domingo, 26 de agosto de 2012

De que modo a confusão é útil? Como a PNL enxerga o valor das emoções e do controle do estado

Olá Amigos,
Saúde e paz!
No artigo de hoje o autor ressalta a importância da confusão leve, que delimita as mudanças de estágio no processo de aprendizagem, e o quanto ela pode ser útil na tomada de decisões.
Espero que apreciem.
Desejo-lhes muitas escolhas felizes, contínuo sucesso e ótima semana!
Atenciosamente,

Cláudia Conegundes


Jonathan Altfeld


Em PNL, nós não chamamos qualquer emoção em particular de ruim ou de boa. Nosso objetivo é reservar o julgamento sobre o valor, em geral, positivo ou negativo. Em vez disso, procuramos ver se uma emoção é mais útil ou menos útil, quando estiver sendo sentida, e causando, permitindo ou levando a certos comportamentos.

Diríamos então que não existem emoções boas ou ruins, apenas emoções contextualmente, com mais ou menos utilidade.

Temos também como objetivo treinar as pessoas para terem mais domínio ou um melhor controle do estado emocional. Se você puder controlar bem as suas emoções, você será dono do seu destino e do seu objetivo de vida. Estar emocionalmente sem controle é o que leva à depressão continuada, a problemas de raiva, tristeza permanente e outros mais. De novo, nenhuma dessas emoções é ruim intrinsecamente, mas se não puder controlá-las e redirecioná-las para emoções mais positivas, então, poderíamos dizer que você não está "dirigindo o seu próprio ônibus".

Entendendo o valor da confusão!

Quando a maioria das pessoas se confunde, elas tendem a ficar ansiosas enquanto tentam resolver a sua confusão, e se não podem fazê-lo rapidamente, normalmente elas costumam fugir da situação. A maioria das pessoas não gosta de confusão (nem de causá-la e nem de experimentá-la).

Mas uma confusão pode ser INCRÍVEL, tanto do lado de quem está confuso como do lado de quem faz a confusão! É verdade, uma confusão, às vezes, pode ser extremamente útil. Esperamos que esse artigo possa ajudá-lo a aprender claramente tanto o como quanto o porque.

Confusão profunda não é útil. Confusão leve é OURO!

É importante fazer essa distinção crítica. Não era sobre confusão profunda que estávamos falando que seria valiosa na maioria das vezes. Porque uma confusão profunda, normalmente, leva as pessoas a se fecharem e aí precisam de uma estratégia de saída, e isso não é fortalecedor.

O que estamos falando aqui, que é valioso, é a confusão leve. Uma confusão leve pode ser poderosamente útil numa variedade de maneiras.

Confusão leve é um sinal... de que você acabou de aprender algo novo!

O processo de aprendizagem envolve quatro estágios: -- II ->; IC ->; CC ->; CI. Eles são mais conhecidos como incompetência inconsciente, incompetência consciente, competência consciente e competência inconsciente.

Breves períodos de confusão normalmente o acompanham cada vez que você mudar de estágio. Esse sinal deve ser sentido como um presente, uma prova da sua capacidade de progredir em qualquer coisa.

E, em geral, quando você está aprendendo alguma coisa, você passa por fases de agregar informações adicionais, habilidades e conhecimento, com fases de confusão e travamentos perceptíveis. Essa confusão leve e os travamentos podem acontecer até que você tenha conseguido aprender com sucesso coisas novas, novas habilidades, novos conteúdos. O que significa dizer que, a confusão leve que você pode estar sentindo é, normalmente, o que acontece quando o seu cérebro começa a integrar todas as novas informações com o seu conhecimento e o conjunto de habilidades existentes. Isso também é um presente absoluto.

Acho que essa confusão é o que quase sempre precede os momentos de descoberta. Assim, para mim, a confusão é um presente de ouro que aprendi a reconhecer como um marco maravilhoso no caminho do meu próprio aperfeiçoamento!

Assim, quando me sinto levemente confuso... o que agora, muitas vezes, me leva diretamente para uma incrível sensação de antecipação... para o que está provavelmente na ponta da minha língua, só um pouco mais adiante!

Confusão leve também é útil como uma técnica da PNL para influenciar.

Seja em vendas, em coaching ou em situações sociais... às vezes, as pessoas tomam decisões das quais irão se arrepender mais tarde. E, às vezes, nós podemos ver essas más decisões pelo que realmente são no momento em que estão sendo tomadas. Mesmo que as pessoas não consigam.

Você não gostaria de poder prevenir esses arrependimentos? Em tais circunstâncias, eu certamente gostaria de ajudar as pessoas a evitarem cometer esses erros!

Confusão é para a PNL uma excelente ferramenta e uma técnica de influência emocional para ajudar alguém a duvidar de uma decisão danosa já tomada.

Funciona assim: você faz algo ou diz alguma coisa para confundir a pessoa… e quando a mente dela estiver ligeiramente confusa, é nesse momento, que ela desejará profundamente retornar à clareza. Então, enquanto ela estiver confusa, você apresenta a sua sugestão importante (e congruente) para ela reconsiderar a escolha dela, e aí ... mude o seu estilo de comunicação para algo inteiramente simples e claro, fácil de entender. Como a mente dela quer agarrar qualquer clareza que puder encontrar (no que você disse), a compreensão dela sobre as suas ideias mais simples será mais valorizada do que o que você fez para ela se sentir confusa.

Isso é apenas a ponta do iceberg da influência emocional!

O artigo original "How Useful is Confusion?" está no site de Jonathan Altfeld


http://www.golfinho.com.br/artigospnl/artrapido201208.asp

Nenhum comentário:

Postar um comentário